Seja um de nossos seguidores

sábado, 6 de agosto de 2011

Mulher é acusada de dar soda cáustica para filha de 11 meses


A Polícia Civil ouviu no fim da tarde desta  Sexta-feira ( 5 ) uma dona de casa acusada de dar soda cáustica para a filha de 11 meses beber. O crime teria ocorrido na manhã de terça-feira em Nerópolis, a 36 quilômetros de Goiânia. A menina está internada no Hospital das Clínicas (HC) da Universidade Federal de Goiás (UFG) e, segundo o hospital, seu estado de saúde é estável.

A polícia chegou até a acusada por meio de um pedido do Conselho Tutelar, que havia recebido uma denúncia anônima que dava conta de que a criança sofria maus tratos. Segundo o delegado Samer Agi, titular da Delegacia de Nerópolis, mulher e seu ex-marido teriam feito uma viagem há alguns dias. A criança teria ficado na casa da avó materna.

Durante a viagem o casal teria se desentendido e já voltaram separados. Ela passou então a morar na casa da mãe juntamente com a criança e outro filho do casal de 4 anos.Inconformada com o fim do relacionamento, a mulher teria tentado chamar a atenção do ex-marido dando soda cáustica para a criança.

Convulsões

"Após dar a soda para o bebê, ela teria levado a criança até o trabalho do ex-marido. A menina estava vomitando muito e tendo convulsões", contou o delegado. Na ocasião, a mulher teria dito que não sabia porque a criança estava passando mal. Assustado, o pai levou a filha para o hospital da cidade e, mais tarde, ela foi trazida para o HC, onde ficou internada.

Conforme o delegado Samer, a mulher negou ter dado soda caústica para a filha. Mas, segundo ele, não há dúvidas de que foi ela mesma quem cometeu o crime já que não havia mais ninguém em casa quando o bebê começou a passar mal.

"Além de ter sido comprovado no exame de corpo e delito que a menina realmente ingeriu soda cáustica, foi encontrada no telhado da casa dela uma garrafa com soda e uma colher", disse o delegado.

A mulher vai responder pelo crime de lesão corporal grave em liberdade e, se for condenada, pode pegar até oito anos de prisão.
Veja o video:
http://noticias.r7.com/videos/policia-suspeita-que-mulher-tenha-dado-soda-caustica-para-filha-de-11-meses/idmedia/4e3d391ab51a98316cc75cd

d.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBS:Comentários dos leitores não refletem a opnião do Blog.